Com a palavra, o mestre: diferença entre aço carbono, inox e alemão

Quem é louco por cutelaria, ou no mínimo acompanha o blog e fanpage da Facas Coqueiro, sabe que existem facas feitas de três tipos básicos de aço: o carbono, o inoxidável, comumente chamado de inox, e o alemão.

Para explicar melhor pra vocês qual a diferença entre esses tipos de aço, ajudando a escolher melhor que faca adquirir, recorremos a uma autoridade no assunto: Walter Bianchini, proprietário da Facas Coqueiro. E assim nasce a seção “Com a palavra, o mestre”.

Aço carbono                                                                                                              

“O aço carbono é histórico no processo da industrialização cuteleira. Ele é um aço que tem um fio duradouro. No refazer do fio o aço é mais mole, e sua durabilidade é maior. O único inconveniente do aço carbono, é que ele escurece. Mas é um aço histórico para a cutelaria no mundo inteiro”

Aço inoxidável

“O aço inoxidável se diferencia porque tem menos quantidade de carbono. Como conseqüência disso, ele não escurece. É um aço que tem um fio muito bom, só que na necessidade de refazer o fio, o aço inoxidável é um pouco mais duro do que o aço carbono”.

Aço alemão

“O aço alemão é um aço de alto teor de carbono em sua composição química. Por isso ele é um aço de propriedades muito mais fortes para a cutelaria do que qualquer outro. Até porque ele possui uma quantidade de chromo bem maior do que a do aço inoxidável ou aço carbono. O chromo é um componente que torna o aço mais ‘duro’, influenciando no fio da faca. Mas é um aço que exige especificidades no sistema de têmpera e revenimento que poucas cutelarias no Brasil dominam”